Coupa reconhecida como líder em Gestão de Riscos de Terceiros


Por Redação

01/10/2022  às  07:22:23 | | views 7874


@freepik/adobestock

A abordagem engloba todos os tipos de relacionamentos com terceiros, oferecendo um modelo diferenciado


A Coupa Software (NASDAQ: COUP), líder global em Business Spend Management (BSM), foi reconhecida como líder em Gestão de Riscos de Terceiros no relatório IDC MarketScape.

 

O Coupa TPRM permite que os clientes avaliem e mitiguem riscos de diferentes tipos e em vários níveis de relacionamento, com monitoramento contínuo baseado em dados de feeds externos e insights da comunidade extraídos da plataforma da Coupa. A solução abrange todo o ciclo de vida do fornecedor, desde a identificação e o abastecimento até a avaliação e a mitigação de riscos e seu desligamento.

 

Entre os pontos fortes da solução Coupa TPRM que levaram à empresa ser reconhecida pelo IDC MarketScape estão:

Comunidade


A Coupa aproveita sua grande base de usuários da comunidade para fortalecer a solução oferecida, proporcionando classificações de risco de fornecedores e um banco de dados alternativo, verificado e pesquisável, gerado por meio de um banco de dados centralizado que contém questionários e análises de desempenho de fornecedores em geral. O banco de dados também pode ser pesquisado com base em iniciativas corporativas, como critérios de ESG.

 

Inteligência artificial

A empresa usa Inteligência Artificial (IA) para ingerir dados de centenas de fontes de notícias, informações financeiras, listas de triagem e feeds de dados fornecidos por clientes, parceiros e pela comunidade Community.ai da Coupa. Os sinalizadores de risco são gerados a partir dessa inteligência que conecta toda a plataforma da Coupa a fim de fundamentar os processos subsequentes, como pagamento e revisão de contratos. Dessa forma, a Inteligência de Riscos gera respostas automatizadas, aliviando a carga de trabalhos manuais e reduzindo o potencial de erros.

 

Um bom exemplo é a contratação. Ao redigir um contrato com uma contraparte que já foi avaliada pela Coupa, o cliente já saberá quais são as classificações de risco daquele fornecedor em diferentes domínios. Sendo assim, se o risco financeiro de um determinado fornecedor for um pouco maior do que o desejável, é possível adicionar termos específicos no contrato para mitigar esse risco. Se a classificação de riscos de um fornecedor aumentar, ele poderá ser suspenso imediatamente, interrompendo compras, aprovações de faturas e até pagamentos para que o risco possa ser investigado e mitigado.

 

Iniciativas de ESG

A Coupa está aproveitando a sua plataforma de Gestão de Gastos Corporativos (BSM, sigla em inglês) para promover a sustentabilidade e a diversidade nos negócios. A abordagem da Coupa procura ajudar os clientes a acelerar as iniciativas de ESG existentes e apoiá-los a tomarem decisões de sustentabilidade mais fundamentadas em dados. Do ponto de vista da TPRM, isso significa capacitar os clientes com as ferramentas para avaliar e selecionar parceiros com base em requisitos de seleção de ESG. A Coupa permite que as empresas direcionem gastos para fornecedores que priorizam valores de diversidade e sustentabilidade, facilitando a localização, a seleção e a celebração de contratos de abastecimento com essas empresas. Por exemplo, a Coupa incorpora tags e filtros de diversidade e de sustentabilidade nas pesquisas de catálogos, o que permite aos clientes ter uma maneira fácil e direta de ampliar os gastos com empresas que priorizam a diversidade e a sustentabilidade.

 

Investimento

A Coupa continuará a investir significativamente nos próximos anos em sua plataforma de Gestão de Gastos Corporativos, com melhorias planejadas para muitos dos recursos de TPRM, principalmente nas funcionalidades de inteligência. Além disso, a expectativa para o próximo ano é que dobre o volume de aplicativos comercializáveis da Coupa e que eles ofereçam novas ferramentas para avaliar e validar a conformidade dos fornecedores. 

 

“Todas as empresas estão constantemente expostas a riscos iminentes de terceiros (como fornecedores e outros parceiros de negócios). Tais riscos podem decorrer de erros financeiros, litígios não resolvidos, ataques de segurança cibernética, lapsos éticos, fraudes e muito mais. A abordagem da Coupa para implementar a Gestão de Riscos de Terceiros (TPRM, sigla em inglês) engloba todos os tipos de relacionamentos com terceiros, oferecendo um modelo diferenciado que viabiliza a cultura de gestão de riscos”, afirma Renato Brisola, vice-presidente e general manager Latam da Coupa.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.