Programa vai formar jovens para o mercado de trabalho tecnológico


Por Redação

08/08/2021  às  10:44:12 | | views 6838


© Arquivo/Agência Brasil

Outra iniciativa é o programa Horizontes que tem como objetivo ajudar jovens que querem empreender


Segundo dados do IBGE, o desemprego é maior entre jovens com idades entre 15 e 29 anos. Os dados mostram que, se na população em geral o índice está em cerca de 14%, nessa faixa etária ele é o dobro: 28%.

 

Para enfrentar essa realidade, duas iniciativas têm como objetivo preparar o jovem brasileiro para a inserção no mercado de trabalho tecnológico. Um dos programas do governo, o Espaço 4.0 tem como objetivo formar jovens para atuar frente a novas tecnologias com cursos que capacitem nas áreas de programação, Internet das Coisas (IoT), inteligência artificial, entre outros. O município é responsável pelo espaço e o governo federal entra com os recursos para a aquisição de computadores, notebooks, impressoras 3D e orientação para os cursos a serem ministrados. Segundo a secretária da Juventude, o objetivo é ter um espaço desses em cada estado e, a partir daí, expandir para o interior. “A partir de agora a intenção é expandir, interiorizar essa política pública”, diz.

 

Outra iniciativa da secretaria é o programa Horizontes que tem como finalidade capacitar e aprimorar jovens para que tenham seus negócios consolidados. “A gente tem uma geração que não tem esse sonho de ter a carteira assinada”, afirma Emilly. Para eles, é ensinado como fazer o cadastro como Microempreendedor Individual (MEI), linhas de crédito, como contratar e manter um funcionário. (Com Agência Brasil)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.