Plataforma de planejamento sucessório deve chegar a um milhão


Por Redação

24/06/2021  às  08:16:33 | | views 6697


@freepik/divulgação

Startup investe na solução de um problema universal: a confusão e o desamparo da \'vida que segue\' dos familiares após uma partida, assegurando proteção e cuidado para quem fica


A morte ainda é um tema difícil de lidar para todo mundo. Esta é uma situação antiga, complexa, universal e que se repete diariamente por todo o mundo. Mesmo sabendo que é assim, o brasileiro não costumava dar a esse assunto a devida importância, e muito menos costumava se planejar para esta fase da vida.

 

"A pandemia vem mudando isso. As pessoas estão percebendo que a responsabilidade de deixar a 'casa organizada' é fundamental para garantir que a família vivencie o luto com mais dignidade e serenidade, podendo seguir adiante com segurança e esperança", reflete Marcos Silvestre, recém-contratado CEO da Toca Vida, plataforma digital de planejamento sucessório familiar. Ele lembra que a proposta da lifetech não engloba apenas os documentos a serem utilizados para a transferência de bens aos herdeiros, mas todo um conjunto de providências práticas, e até mesmo afetivas, que visam apoiar quem fica no período chamado de 'vida que segue'.

 

Assim surgiu a Toca Vida, lifetech 100% brasileira cujo objetivo é ajudar qualquer pessoa a organizar e preparar a transmissão do seu legado por meio de documentos, contatos importantes, orientações sobre funeral e doação de órgãos, lembranças, ensinamentos, mensagens para o futuro, sugestão de desejos para seus sucessores, fotografias, vídeos e tudo o mais que possa ser considerado relevante para apoiar quem fica após a partida. "Contar com a Toca Vida é um alívio imediato para o pavor que toda pessoa de bem tem, que é morrer e deixar sua família perdida, desnorteada. Eu tinha esse medo. Todos têm." enfatiza o executivo.

 

A proposta da plataforma é centralizar todo esse material em um único lugar, para ser acessado de maneira digital, simples e prática, minimizando a sobrecarga das famílias que terão de encarar as consequências da partida. "Até o lançamento da Toca Vida, estas informações, quando existiam, ficavam perdidas dentro de gavetas, armários, caixas, bolsos de casaco. Essa desorganização gerava enorme transtorno para quem tinha de "caçar" tudo isso, muitas vezes um desgaste totalmente infrutífero. Com a digitalização das nossas informações e documentos, em alguns casos a situação até se agravou, já que nem sempre quem partia deixava as chaves de acesso de computadores ou smartphones, por exemplo", avalia o CEO.

 

Silvestre revela que a ferramenta começou a ser desenvolvida em 2018, um bom tempo antes da Pandemia da COVID-19. "Finalizamos o desenvolvimento da plataforma quando a pandemia já havia ceifado a vida de milhares de pessoas. Por causa dessa situação tão triste, acabamos encontrando espaço para falar ainda mais abertamente sobre o tema, e assim poder oferecer nossa contribuição", diz o executivo.

 

Desenhada com base em uma metodologia própria de planejamento sucessório, a Toca Vida está alicerçada em quatro pilares: pessoas, tecnologia, educação e parcerias. Segundo o executivo, o sistema teve uma preocupação especial com a experiência do usuário e com a segurança dos dados, tendo sido desenvolvido já dentro do ambiente da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Jamais será feito o uso comercial das informações pessoais dos usuários, que estão protegidas pela LGPD e por rigorosos protocolos de segurança. "Nosso intuito é que cada pessoa deposite na plataforma apenas as informações que julgar importantes para apoiar sua família. Só irá acessar quem estiver de posse da senha", esclarece Silvestre.

 

O modelo de negócio adotado pela Toca Vida é o de assinatura digital, por enquanto gratuita até 17 de outubro deste ano, Dia Nacional da Vacinação no Brasil. Até lá, qualquer pessoa poderá obter acesso completo e sem custo à plataforma, para uso ilimitado na área privativa do site. "Esta é a nossa contribuição na luta contra a pandemia", conta o executivo. Depois desta data, quem quiser conservar seu acesso pessoal poderá fazê-lo mediante uma anuidade de R$ 119,00 (menos de R$ 10,00 por mês). Para ingressar, basta acessar https://www.tocavida.com.br, pressionar o botão 'Comece agora' e inserir apenas nome e e-mail.

 

Despedida, Vida Prática e Influência

Conforme explica o executivo, dentro da Toca Vida o usuário pode selecionar quem será seu "Guarda-Vidas", um diferencial bastante inovador da metodologia. Segundo ele, a plataforma é composta por três seções chamadas de "pastas" e cada uma tem o seu propósito na preparação da "vida que segue". A Pasta da Despedida, por exemplo, está ligada ao verbo amparar. "Lá dentro, é possível registrar instruções sobre a opção por cremação ou enterro, auxílio funeral, primeiros a saber, doação de órgãos e desejos ao partir". De acordo com Silvestre, "pequenos cuidados como estes diminuirão muito o sofrimento nas primeiras 24h ou 48h".

 

Já na Pasta da Vida Prática, o usuário manterá diversas informações práticas que serão decisivas para apoiar seus familiares nas próximas semanas ou meses, como: onde estão documentos e senhas, em quais bancos tinha conta e como contatar o gerente, seguros de vida (e outros), planos de previdência, e até orientações práticas específicas para cada sucessor. "A proposta é deixar registrados os melhores caminhos a serem percorridos em caso de falecimento". Silvestre conta que já vivenciou casos de pessoas cujos entes faleceram e seus sucessores não sabiam nem mesmo a senha do smartphone ou das câmeras de segurança da casa. "São detalhes como estes que, quando previamente organizados, fazem toda a diferença, amenizando muito o estresse de quem fica e tem de se reorganizar e tocar a vida".

 

Já a Pasta da Influência está associada ao verbo inspirar. "Este espaço é destinado a conteúdos mais voltados ao coração, coisas de caráter afetivo e com grande valor emocional para aquela fase da vida que chamamos de futuro do futuro", afirma o CEO. Ele lembra que é possível deixar registrados links para vídeos, fotografias e cartas, entre outras "surpresas" que serão recebidas e acessadas em momentos especiais dos seus sucessores, como às vésperas do casamento de um filho, ou do nascimento de um neto, por exemplo, lá no futuro do futuro.

 

"Desde que me formei economista, em 1991, foquei meu trabalho em ajudar pessoas a conquistarem uma vida melhor por meio da educação transformadora, combinada com ferramentas práticas e também conectada com produtos e serviços de qualidade, coisas que resolvem a vida das pessoas e agregam valor. Por isso, considero esse novo desafio como o ponto alto da minha trajetória profissional", afirmou Silvestre.

 

A expectativa do executivo é atingir um milhão de famílias protegidas em apenas quatro anos, considerando a ampla necessidade e demanda. "Mais cedo ou mais tarde, a partida de alguém muito querido fará parte da história de vida de cada um de nós. A partir de agora, a Toca Vida pode ajudar as pessoas a ressignificarem essa história, trocando o que seria apenas um final triste, por um futuro repleto de preparação e cuidado. Esse é o melhor jeito de valorizar sua presença na vida de quem você mais ama. Nós, da Toca Vida, queremos ser relevantes para sua vida e da sua família, no sentido de ajudar você a deixar um legado mais relevante para seus sucessores".



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.