Período junino traz otimismo aos supermercados, dia Apas


Por Redação

15/06/2021  às  10:39:48 | | views 6710


@freepik/divulgação

Setor supermercadista deve ter um aumento de 5% em vendas devido a continuidade do auxílio emergencial e a criatividade das pessoas em tempos de pandemia


Estudo do departamento de economia e pesquisa da APAS - Associação Paulista de Supermercados, aponta que 44% do setor supermercadista aguarda um crescimento de 5% nas vendas durante este período de Festa Junina. Esse otimismo também é reflexo do auxílio emergencial do Governo Federal, que até o fim do mês de julho deve injetar cerca de R$ 10,4 bilhões na economia paulista.

 

 A criatividade que o consumidor precisará para celebrar as festas juninas sem promover aglomeração também será necessário na escolha dos produtos típicos da época, pois, segundo levantamento da APAS, os itens que compõem a tradicional festa junina, como batata doce, fubá, canjica, leite de coco e milho de pipoca tiveram uma elevação média de até 7% nos 10 principais produtos consumidos durante o período.

 

Segundo a APAS, um dos itens que merece atenção é o milho, principalmente devido aos movimentos internacionais que mexeram com o preço dessa commodity. A primeira safra do ano deste produto já foi 68% colhida, sendo que a área cultivada representa apenas 94% do potencial da produção no período. Isso culmina em uma oferta 6% menor, sendo que há uma alta de 6,89% no acumulado deste ano até o mês de abril.

 

Já o preço das bebidas alcoólicas registrou uma queda de 0,57%, puxado principalmente pela retração no preço da cerveja (- 0,80%). Nos últimos 12 meses, as bebidas alcóolicas ficaram 2,29% mais caras, mas no acumulado entre janeiro e abril deste ano a retração é de 0,70%.

 



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.