Mais de 14 mil pessoas participam do 3º Congresso de Operações Policiais- COP Internacional


Por Redação

27/10/2023  às  17:45:40 | | views 7877


@izycom

Pela primeira vez em São Paulo, evento reuniu lideranças e autoridades da área de segurança pública


Considerado o maior evento de segurança pública da América Latina, a terceira edição do Congresso de Operações Policiais– COP Internacional, realizada pela primeira vez em São Paulo, recebeu mais de 14 mil visitantes e reuniu profissionais de segurança, autoridades policiais, especialistas em operações táticas e fornecedores de tecnologia de ponta para compartilhar experiências e discutir as últimas tendências e inovações no campo da segurança pública.

 

Ao longo dos três dias de evento, foram realizados mais de 40 palestras e painéis com lideranças de Segurança Pública Nacional, como o secretário de Segurança do Estado de São Paulo, Guilherme Derrite e o comandante do BOPE RJ, Tenente Coronel Uirá. Paralelamente à feira, aconteceu também a primeira reunião do Conselho Nacional de Segurança Pública (Consesp), que contou com a presença do Secretário Nacional de Segurança Pública Francisco Tadeu Barbosa de Alencar, e a formação do Conselho Nacional Coordenadores de Operações Policiais Especiais.

 

João Sansone, idealizador do COP, ressalta a importância de trazer um evento como esse para a maior capital do país. “Essa mudança facilita o acesso dos agentes de segurança e também das principais autoridades do setor. Nós conseguimos cumprir  o nosso objetivo, que era reunir a cúpula da Segurança Pública de todo o Brasil, desde a esfera nacional, os comandantes gerais das Polícias Militares, os chefes da Policia Civil, além de quem está na linha de frente, que são os comandantes do BOPE e os delegados das unidades CORE. Quem realmente entende de segurança pública esteve aqui.” concluiu.

 

Com mais de 50 expositores nacionais e internacionais, o COP também trouxe as mais recentes soluções e tecnologias para os setores tático, militar e de inteligência às atividades de justiça e operações policiais. A empresa Condor apresentou novidades em equipamentos não-letais. “O grande diferencial do COP, para nós, é poder ter esse contato desde o operador dos nossos produtos até o comandante e secretário de segurança pública. Esse contato com o operador é muito valioso para nós, é com eles que conseguimos entender os cenários operacionais e transformar essas informações em soluções cada vez melhores dentro do conceito de armas não-letais. Aqui fizemos bons relacionamentos e com certeza virão bons frutos no futuro”, conta o head de comunicação da Condor, Lucas Carci.

 

Uma das maiores fabricantes de armas do mundo, a empresa Taurus também esteve presente no 3º Congresso de Operações Policiais. “O evento foi uma oportunidade de os visitantes conhecerem a qualidade e robustez dos produtos Taurus, armas desenvolvidas aqui no Brasil com mão de obra 100% nacional, além dos investimentos em tecnologia e inovação que foram e estão sendo realizados”, afirma Salesio Nuhs, CEO Global da Taurus.

 

Pela segunda vez no COP, a empresa Berkana participou como expositora em parceria com a catarinense Dígitro Tecnologia, ambas especializadas em soluções e tecnologias para Segurança e Defesa. Para o CEO da Berkana, Milton Donizete, a escolha da cidade de São Paulo foi muito benéfica. “Para nós essa mudança foi muito boa, pois conseguimos estreitar o nosso relacionamento com nossos clientes. Esses três dias foram fundamentais para a prospecção de novos projetos e para mostrar a evolução das nossas soluções desde a última edição." disse.

 

 Em sua primeira edição em São Paulo, a organização do COP prevê superar a edição passada, onde mais de R$ 22 milhões de reais em negócios foram realizados nos três dias de evento.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.