Rodovias federais têm segurança reforçada no feriado


Por Redação

12/10/2023  às  08:40:37 | | views 7877



Meta é reduzir acidentes e mortes


ouvir:

Desde os primeiros minutos desta quinta-feira (12), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) colocou em ação a Operação Nossa Senhora Aparecida 2023. A meta é reduzir a violência no trânsito, com a queda no número de acidentes e de mortes nas rodovias. A mobilização seguirá até as 23 horas e 59 minutos de domingo (15).  

 

Neste período, quando é comum o aumento do fluxo de veículos nas estradas, o policiamento preventivo de acidentes e de fiscalização da PRF ganhará reforço, sobretudo, em pontos das rodovias federais com maior incidência de acidentes graves.  

 

Em São Paulo, onde há grande concentração de romeiros que se deslocam a pé - por diversas rotas - até o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Aparecida, as equipes da PRF vão acompanhar parte do trajeto feito pelos fiéis.  

 

Morte de romeiro 

Na madrugada de segunda-feira (9), um romeiro de 67 anos morreu atropelado na Rodovia Presidente Dutra durante o percurso para o Santuário Nacional de Aparecida para as celebrações do Dia da Padroeira do Brasil, nesta quinta-feira (12).

 

De acordo com a PRF, o atropelamento aconteceu por volta das 4h, no km 178, na região de Guaratema. O romeiro, que caminhava pela faixa de rolamento e não pelo acostamento, morreu na hora. De acordo com a PFR, chovia quando a vítima foi atingida por um carro. 

 

Causas de acidentes 

Segundo a PRF, as causas mais comuns de acidentes nas rodovias brasileiras estão relacionadas a ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade, não uso do cinto de segurança e demais dispositivos de retenção obrigatórios, como assentos de elevação, falta de uso do capacete, embriaguez ao volante, pouco ou nenhum tempo de descanso; e muito frequentemente, , uso de telefone celular ao volante. Historicamente, essas condutas estão diretamente relacionadas aos altos índices de letalidade.  (Com Agência Brasil)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.