Colunista

João Carlos Wollentarski

Sprinklers e sua exceções


13/12/2021 | 00:00:00 | Visto por: 7402 leitores
Entre-forros e afins precisam de chuveiros automáticos?

     Projetistas, instaladores, bombeiros, contratantes, gerenciadores, usuários e qualquer pessoa que venha a ter contato com a tecnologia de sprinkler sempre têm dúvidas de onde deve ou não instalar este sistema e a resposta a esta pergunta é muito mais fácil do que todos imaginam. O primeiro passo e, primordial, é perguntar ao Corpo de Bombeiros local. Caso o quartel não informe, veja as previsões de isenção na NBR 10897. Mas, para as pessoas que querem saber um pouco mais do assunto, imediatamente, a ABSpk ajudará na compreensão melhor do sistema.

 

     A instalação de um sistema de sprinkler deve ser pensada para que projete água em uma região em chamas para diminuir a temperatura do incêndio e, finalmente, controlar ou extinguir o fogo. Esse equipamento deve combater o incêndio de forma rápida para que a energia liberada no processo da queima seja pequena e a quantidade de água que temos armazenada seja suficiente para reduzir a temperatura.

 

     Quando optamos por não proteger uma determinada área, temos que ter a certeza de que ela nunca irá pegar fogo ou se vier a queimar, que os danos sejam mínimos. Uma sala não protegida pode: não pegar fogo; pegar fogo, porém a quantidade de combustível é pequena e o incêndio ficará limitado ao local, sem consequência para as demais áreas; e pegar fogo e o incêndio se espalhar para outras áreas.

 

     A primeira situação é possível, porém trata-se de uma condição extremamente rara de se encontrar. Já a circunstância de número dois é a mais comum de gerar dúvida. Podemos encaixar nesta situação os banheiros e entre-forros, por exemplo. A situação de número três é a mais perigosa, pois são áreas que queimarão e quando o incêndio se espalhar para outros locais já protegidos, o sistema de sprinkler existente não irá mais conseguir controlar o fogo, visto que não teremos água suficiente para tanta energia sendo liberada no processo da queima.

 

     A norma brasileira para instalação de sprinklers é a NBR 10897. Vale ressaltar que ela indica, no item 7.1.1, que toda a edificação deve ser protegida por sistema de sprinklers, exceto os locais isentos previstos nesta mesma norma. As exceções são encontradas no item 7.12 descritas no Box Locais isentos.

 

     Não é intenção da NBR 10897 definir os locais onde devem ou não ser instalados sistemas de sprinkler. O objetivo da norma é que uma vez definido pela proteção como ela deve ser feita. Quem tem acompanhado a sua evolução ao longo dos anos vai poder observar que cada vez menos indica-se os locais de isenção de chuveiros automáticos.

 

     Quem tem a jurisdição constitucional para prover a Segurança Contra Incêndio no Brasil são os estados. Normalmente, estes definem que a responsabilidade será do corpo de bombeiros da região.

 

Locais isentos:

     • Entre-forros e afins (item 7.12.1) ⇒ basicamente o item indica que faz-se necessário sprinkler no entre-forro se o forro for combustível ou se houver material combustível no espaço. A maioria dos forros são incombustíveis (no Brasil é muito comum forro mineral ou forro de gesso). Se não há material combustível no entre-forro, como isolamento combustível de dutos de ar condicionado, não se faz necessária a utilização de sprinkler neste espaço;

 

     • Shafts (item 7.12.2)⇒ sendo incombustível ou inacessível não é necessário sprinkler;

 

     • Escadas enclausuradas (item 7.12.3)⇒ sendo protegida por paredes e portas corta-fogo, estas escadas não precisam de sprinkler;

 

     • Casa de máquinas de elevadores (item 7.12.5)⇒ normalmente, estes espaços não são protegidos por sprinkler, pois são locais completamente isolados do edifício e de combustibilidade limitada. A NBR 10897 indica como se deve proteger estes espaços se for previsto no projeto a proteção dele. Confirmar com o legislador local se deve ou não proteger;

 

     • Espaço sob plataformas externas (item 7.12.6)⇒ se o espaço for de construção incombustível e atendendo aos requisitos previstos no item em questão, não é necessário sprinkler. Este item pode ser útil em alguns tipos de docas;

 

     • Marquises (item 7.12.7) ⇒sendo incombustível e somente para passagem de pessoas não há necessidade de sprinkler. Se for combustível e tiver menos de 1,20m, também não há necessidade de proteção.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.