Sobe para cinco o número de mortos em queda de helicóptero


Por Redação

04/11/2018  às  19:59:45 | Atualizado em 04/11/2018 - 20:16:49 | views 154


Destroços do helicóptero que caiu em uma mata fechada de difícil acesso

Acidente ocorreu na noite de sábado (3), em Mogi da Cruzes, na Grande São Paulo


Mais dois corpos foram localizados entre os destroços do helicóptero que caiu no início da noite de sábado (3), em uma área de mata do município de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Outras três corpos já tinham sido encontrados. Os bombeiros foram alertados sobre a queda da aeronave, de prefixo PP-MTX, às 19h de ontem (3). O avião teria saído do litoral norte de São Paulo.

 

De acordo com o 17º Grupamento dos Bombeiros, as equipes que atuam no local – um trecho rural do bairro de Quatinga, onde é difícil a comunicação, ainda não retornaram, e por isso não estão sendo divulgadas as identidades das vítimas. Além dos bombeiros, foram mobilizadas equipes da Polícia Civil e investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

 

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que os peritos ainda estão no processo inicial de coleta para apurar as causas do acidente. Mas há a suspeita de que o temp ruim tenha provocado a queda, pois no momento em que o helicóptero sobrevoava a área ocorria uma vendaval.

 

De acordo com informações policiais, das cinco vítimas, apenas uma ainda não foi identificada. Estavam no helicóptero o piloto da aeronave Marcos Chindi Minomo, de 54 anos, Natalia de Avila Treu, de 42 anos, a filha dela, Lavínia de Ávila Araújo de 12 anos e a mãe de Natália, Iracema de Ávila, que tinha 73 anos. (Com infomações da Agência Brasil)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2018 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.