Explosão de carro em posto no Rio de Janeiro deixa dois feridos


Por Redação

26/07/2022  às  16:24:24 | Atualizado em 26/07/2022 - 17:54:59 | views 75


© Tomaz Silva/Agência Brasil

Veículo estava sendo abastecido com GNV quando explodiu


Ouça a matéria:

Um carro explodiu na manhã desta terça-feira (26) enquanto estava sendo abastecido com Gás Natural Veicular (GNV) em um posto de combustíveis na zona norte do Rio de Janeiro. Um homem ferido no episódio encontra-se em estado grave. Uma mulher também foi atingida.

Câmeras de segurança registraram o momento da explosão. As duas vítimas estavam fora do veículo. O homem estava checando alguma coisa no bagageiro e foi arremessado com o impacto. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ele foi encaminhado para o Hospital Municipal Salgado Filho e está em estado grave.

 

Já a mulher foi atendida pelo Hospital Municipal Souza Aguiar e seu quadro é estável. Nas imagens, após a explosão, ela sai caminhando com as mãos no rosto em meio aos destroços.

 

O carro ficou completamente destruído. A estrutura do posto também foi impactada, mas nenhum frentista foi atingido. Fiscais da prefeitura se deslocaram para o local para organizar o trânsito.

 

Segundo a Polícia Civil, um procedimento investigativo foi aberto. Peritos estiveram no local e testemunhas estão sendo ouvidas. As imagens gravadas pela câmera de segurança também são analisadas. Entre outras coisas, será investigado qual era o estado de conservação do cilindro de gás do veículo.

 

Procurada pela Agência Brasil, a concessionária Naturgy informou que é responsável apenas pelo fornecimento do GNV. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) também foi contatado e afirmou que a licença do posto de combustíveis é concedida pela prefeitura.

 

Fiscalização

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), órgão regulatório vinculado ao Ministério de Minas e Energia (MME), informou em nota que aguarda as conclusões da perícia técnica da Polícia Civil. O posto será autuado caso se comprove sua responsabilidade.

 

"Ressaltamos que a ANP fiscaliza as instalações do posto e, no caso do GNV, o limite de pressão máximo de abastecimento, que é de 220 bar", registra o texto divulgado. 

 

Por outro lado, a ANP não tem atribuição legal para atuar se o problema estiver relacionado com a má instalação ou manutenção do kit GNV do veículo. As oficinas que realizam estes serviços precisam ser credenciadas pelo Inmetro, autarquia federal vinculado ao Ministério da Economia. É possível consultar pela internet a lista de estabelecimentos regulares.

 

"O risco de ocorrência de acidentes que ocasionam explosões de cilindros se deve ao procedimento de instalação e manutenção não adequados e realizados em oficinas não credenciadas por esse órgão", acrescenta a ANP. Segundo a orientação do Inmetro, o kit GNV deve passar por uma manutenção anual.

 

Também é recomendado que, durante os abastecimentos, motoristas e passageiros saiam do carro e se posicionem à sua frente. Veículos que estiverem aguardando atendimento devem ser mantidos a uma distância segura daqueles que estiverem sendo abastecidos. (ABr)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.