Servidores da Companhia de Saneamento de Sergipe poderão aderir a plano de previdência complementar


Por Redação

20/05/2022  às  11:44:25 | | views 30


@JeffreyGroup?
Ugo Garcia, gerente de estratégias públicas da MAG

MAG Fundos de Pensão, venceu o processo seletivo para oferecer o plano de previdência complementar para os funcionários da DESO


O Grupo MAG, por meio da MAG Fundos de Pensão, venceu o processo seletivo para oferecer o plano de previdência complementar para os funcionários da Companhia de Saneamento de Sergipe -- DESO. Com a publicação do resultado do Chamamento Público, no dia 08 de abril, a MAG Fundos de Pensão será a Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC) responsável por administrar o novo plano de previdência dos mais de 1.600 empregados da Companhia.

 

"Agora as partes darão início aos procedimentos para implantação do novo plano, com aprovação do Regulamento e Convênio de Adesão, nos moldes já certificados pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar", explica Ugo Garcia, gerente de estratégias públicas da MAG. "Superadas as etapas formais, os empregados da DESO poderão ser os primeiros de muitos empregados públicos a ingressar em um plano multipatrocinado que terá a missão de lhes oferecer cobertura previdenciária em face dos três riscos sociais: sobrevivência, morte e invalidez", informa o executivo.

 

O plano será estruturado na modalidade de Contribuição Definida, que contará com contribuições paritárias pelo patrocinador estimadas inicialmente em 4% dos respectivos salários. Além dos "100% de rentabilidade" já na largada, por meio do aporte patronal, outro benefício é a sua implantação com uma das menores taxas do mercado: 0,20% de administração ao ano e sem taxa de carregamento.

 

"Nós gostamos de ressaltar que a criação do novo plano pode ser estratégica não apenas para a DESO e seus empregados, mas também para as diversas estatais que compõem a administração pública indireta das diversas esferas", frisa Ugo. "Só no âmbito federal, são mais de 150 empresas estatais e a preocupação com a manutenção da qualidade de vida após a aposentadoria é uma preocupação comum a todos nós", diz o gerente.

 

"Além disso, desde a edição da Resolução CGPAR nº 25/2018, todas as estatais federais que possuem um plano de previdência junto a uma EFPC têm a obrigação de avaliar periodicamente a economicidade de manutenção do patrocínio dos planos de benefícios nas entidades fechadas que os administram. Assim os funcionários sempre têm o melhor plano previdenciário possível", informa Ugo.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.