21% dos usuários corporativos no Brasil tiveram risco de encontrar uma ameaça para PC em 2021


Por Redação

14/05/2022  às  14:35:25 | | views 93


@freepik/adobestock

Relatório Global de Risco para PCs de 2021 da Avast revela que, globalmente, funcionários tinham 15% de chance de encontrar uma ameaça.


A Avast (LSE:AVST), especializada em segurança e privacidade digital, divulga os resultados de seu Relatório Global de Riscos para PCs de 2021. O relatório analisa as ameaças que os usuários domésticos e corporativos do Windows encontraram ao longo do ano passado. Os usuários corporativos brasileiros ficaram em 39º lugar entre os 77 países incluídos no relatório. Em média, os usuários de empresas em todo o mundo tiveram 15,10% de chance de encontrar uma ameaça, enquanto para os usuários corporativos no Brasil esse percentual foi de 21%.

"Embora as empresas corram um risco menor de encontrar uma ameaça do que os consumidores, na maioria das vezes as empresas têm mais a perder se forem vítimas. As ameaças digitais colocam a produtividade, os lucros e a reputação dos negócios em risco. Um ataque pode custar potencialmente a lucratividade, a produtividade ou a empresa inteira, dependendo da gravidade", diz Jakub Kroustek, Diretor de Pesquisa de Malware da Avast. "Observamos um declínio dos ataques de ransomware no final de 2021, como resultado da cooperação coordenada de nações, agências governamentais e fornecedores de segurança para enfrentar gangues de ransomware. Infelizmente, a guerra em curso na Ucrânia pode se espalhar para o mundo cibernético, como vimos no passado, e as empresas podem ser afetadas globalmente".

 

As dez regiões no Brasil, onde os usuários corporativos enfrentam maior risco, são: Sergipe (29,28%), Pará (26,84%), Maranhão (23,73%), Mato Grosso (22,29%), Paraná (22,21%), Rio Grande do Sul (21,79%), São Paulo (21,75%), Distrito Federal (21,41%), Santa Catarina (21,30%) e Paraíba (21,14%).

 

Cenário global

Os países, onde os usuários corporativos de PCs correm maior risco de encontrar ameaças, são:

1- Vietnã (37,80%)

2 - China (35,65%)

3 - Tanzânia (35,29%)

4 - Paquistão (35,61%)

5 - Croácia (32,55%)

6 - Bulgária (31,64%)

7 - Moçambique (30,54%)

8 - Indonésia (30,29%)

9 - Bangladesh (30,07%)

10 - Taiwan (29,78%)

 

Os dez países, onde os usuários corporativos de PCs têm menor risco de encontrar ameaças, são:

1 - Suécia (9,52%)

2 - Noruega (10,86%)

3 - Luxemburgo (11,24%)

4 - Irlanda (11,52%)

5 - Reino Unido (11,71%)

6 - Alemanha (11,83%)

7 - Porto Rico (11,86%)

8 - Holanda (11,86%)

9 - Suíça (12,00%)

10 - Estados Unidos ((12,60%)

 

Os usuários corporativos correm risco menor do que os usuários domésticos de encontrar ameaças, pois geralmente contam com camadas de proteção em vigor, além do fato de suas redes e dispositivos serem gerenciados por profissionais de segurança de TI, o que os impede de serem os primeiros a encontrar ameaças.

 

O Relatório Global de Riscos para PCs de 2021 da Avast, incluindo informações detalhadas por região, pode ser acessado aqui: https://press.avast.com/pt-br/2021-avast-global-pc-risk-report .

 

Metodologia

Os dados incluídos neste relatório são coletados da rede de detecção de ameaças da Avast e representam a proporção média de usuários Avast protegidos mensalmente contra pelo menos uma ameaça, dividida pelo número total de usuários ativos mensais da Avast, de 1º de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2021. Para fornecer dados estatisticamente relevantes, este relatório inclui dados de países e territórios com um tamanho de amostra de pelo menos 10.000 computadores, pertencentes a usuários domésticos que encontraram ameaças durante os meses em que os dados foram coletados e pelo menos 1.000 computadores usados por empresas. As divisões regionais incluídas neste relatório incluem dados de regiões com um tamanho de amostra de pelo menos 1.000 computadores pertencentes a usuários domésticos, que encontraram ameaças durante os meses em que os dados foram coletados e pelo menos 100 computadores utilizados por empresas.

 

Com centenas de milhões de usuários em todo o mundo, a Avast possui uma das maiores redes de detecção de ameaças da indústria de cibersegurança. Os ataques a esses dispositivos fornecem informações valiosas, além de conhecimento das ameaças mais prevalentes e daqueles que foram os mais afetados por elas.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.