Orla Rio conquista prêmio do Instituto Lixo Zero


Por Redação

18/12/2021  às  11:05:49 | | views 6639


@divulgação/ Orla Rio

Concessionária carioca recebeu honraria na categoria 'Inovação' pelo projeto 'Quiosque Lixo Zero'


Conhecida pelo trabalho na administração de 309 quiosques em 34 km de extensão de praia, a Orla Rio recebeu nesta sexta-feira, dia 17, o prêmio da categoria de inovação do Prêmio Instituto Lixo Zero do Brasil. A honraria foi concedida pelo projeto "Quiosque Lixo Zero" o qual a concessionária carioca incentivou quiosques da orla a reduzirem o impacto no meio ambiente, realizando reciclagem dos resíduos sólidos produzidos pelos estabelecimentos.

 

O resultado foi o La Carioca, do empresário Flávio Dotz, se tornando o primeiro quiosque do país a receber o certificado Lixo Zero com 95% de reciclagem dos resíduos, retirando 1 tonelada de reciclados e 2 toneladas de orgânicos por mês da rota dos aterros sanitários.

 

Para a Orla Rio, iniciativas como essa já estava nos planos da concessionária desde 2019, quando começou a implementar práticas ESG (Environmental, social and corporate governance), sendo um deles o Recicla Orla.

 

"Há dois anos começamos a realizar ações que vemos como importantes por trabalharmos com o meio ambiente, com a praia. Lançamos o projeto Recicla Orla, em parceria com a startup Pólen, sendo um sucesso e batendo recorde em resíduos reciclados recolhidos através dos PEV´s (Pontos de Entregas Voluntárias) espalhadas pela orla carioca. E neste ano, o La Carioca embarcou no projeto Lixo Zero, se demonstrando engajado e obstinado e transformando o seu próprio empreendimento no primeiro quiosque certificado do Brasil. Ficamos muito felizes pelo empenho deles, pelo trabalho contínuo e que também serviu de exemplo para outros quiosques" diz João Marcello Barreto, presidente da Orla Rio.

 

Com esse exemplo, outros dez quiosques se demonstraram interessados em tornarem-se Lixo Zero e outro, Tatuí, inaugura em no próximo dia 28, já na proposta, sem enviar qualquer resíduo para os aterros sanitários.

 

"Queremos cada vez mais contribuir para a sociedade, para o meio ambiente. É muito importante o respeitarmos e cuidarmos dele" finaliza o presidente da Orla Rio.

 

O Instituto Lixo Zero é uma organização da sociedade civil autônoma, sem fins lucrativos pioneira na disseminação do conceito Lixo Zero no Brasil. Fundado em 2010, O ILZB representa no Brasil a ZWIA - Zero Waste International Alliance, movimento internacional de organizações que desenvolvem o conceito e princípios Lixo Zero no Mundo. E tem como missão articular, mobilizar e provocar novas atitudes nas comunidades nacionais e internacionais promovendo a prática do Lixo Zero nos diversos segmentos da sociedade. O Prêmio Lixo Zero do Brasil foi criado em 2018 para premiar aqueles que mais tem cooperado com a cadeia lixo zero, economia circular, criativa e colaborativa.

 

Recicla Orla

O Recicla Orla é um projeto de sustentabilidade de coleta e reciclagem de resíduos sólidos descartados na orla do Rio. Criado em parceria com a Polen, startup de sustentabilidade, o projeto consiste na colocação, gestão e operação de pontos de entrega voluntária localizados nos quiosques da orla. Desde o início do projeto já foram recicladas mais de 489 toneladas de matérias, sendo 59 de plásticos, 215 de papéis, 186 de vidros e 20 de metais. Atualmente, são 56 PEVs distribuídos pelos quiosques do Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon. Mais informações no site.

 

Orla Rio

A Orla Rio é a concessionária responsável por administrar e revitalizar os 309 quiosques e 27 postos de salvamento da orla marítima carioca. Até 2021, a concessionária investiu mais de 148 milhões de reais em obras para proporcionar aos cariocas e turistas uma nova experiência de consumo à beira-mar, com diversas opções de gastronomia, deixando um importante legado para a cidade. Desde 2019, a Orla Rio vem implementado programas de ESG (Environmental, social and corporate governance), sendo um deles o Recicla Orla. Mais informações no site.

 

Polen

A Polen foi fundada em 2017, pelo ecólogo Renato Paquet, que atualmente também é Diretor Presidente de Cleantechs da Associação Brasileira de Startups (ABSTARTUPS) e membro do Conselho de Competitividade do Sistema FIRJAN, e por seu sócio, Lucas Sarmento, economista e especialista em tecnologia blockchain. Mais informações no site.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.