Shoppings preveem crescimento de 16% nas vendas de Natal


Por Redação

17/12/2021  às  11:37:02 | | views 6703


@freepik/Adobe Stock

Levantamento da Abrasce estima que compras de fim de ano vão movimentar R$ 5,6 bilhões no setor


A Pesquisa de Expectativas Natal 2021, da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), feita em todo o país, aponta uma estimativa de vendas 16% superior ao registrado no mesmo período do ano passado. O levantamento também indica que o setor deve movimentar R$ 5,6 bilhões entre os dias 19 e 25 de dezembro.

 

Além do aumento nas vendas, o comércio nos shoppings deve resultar em um ticket médio de R$ 219, o que representa um valor 11,2% maior que os R$ 197 do ano passado e 17,7% superior ao registrado em 2019, quando as vendas médias foram de R$ 186.

 

A data também deve marcar uma nova alta no volume de frequentadores, pois a expectativa dos shoppings é que o fluxo de pessoas seja 17% superior ao observado em 2020 - naquele momento o setor funcionava com restrições. Prevendo mais gente nos corredores e nas lojas, os shoppings reforçam o cumprimento das exigências dos decretos estaduais e municipais, como uso obrigatório de máscara, higienização dos ambientes, aplicação das regras de distanciamento para evitar aglomerações, disponibilização de álcool gel nos mais variados pontos, dentre outras iniciativas.

 

Canais de vendas - Além das vendas presenciais, os shoppings destacam os seguintes canais de vendas para a data: o Marketplace/vendas online (47%), o delivery (43%), drive-thru (34%) e lockers (17%). Os números demonstram a resiliência e a adaptação do setor a novas ferramentas, que venham agregar ao varejo físico.

 

Além disso, as seguintes categorias serão destaques de vendas no fim de ano: vestuário (75%), perfumaria e cosméticos (66%), eletrônicos (63%), calçados (60%) e brinquedos (44%).

 

Emprego - Os shoppings também revisaram para cima o volume de trabalhadores temporários contratados pelo setor para o período do fim de ano e registraram um incremento de 11% ao quadro atual de funcionários. Estima-se que o setor conte com 100 mil trabalhadores a mais no Natal de 2021.

 

Na avaliação do presidente da Abrasce, Glauco Humai, após quase dois anos de pandemia, os números deste Natal representam não apenas a resiliência do setor, mas um horizonte promissor para 2022. "São previsões muito boas para os shoppings e demonstram que a melhora da pandemia, com o avanço da vacinação, aliada à eficiência na gestão dos empreendimentos, têm possibilitado uma recuperação contínua e cada vez mais robusta", afirma.

 

Promoções - Entre os investimentos em ações promocionais para incentivar as compras de Natal empreendidas pelos lojistas, destacam-se: Ganhe e Concorra (33%), Compre e Ganhe (31%) e Sorteios (28%). Apenas em 8% deles não haverá nenhum tipo de promoção.

 

Os carros (51%) e vale compras (35%) aparecem entre os principais prêmios disputados nas promoções. Em comparação com 2020, o valor total investido em promoções nesse Natal será superior em 71% dos shoppings. O aumento médio é de cerca de 40%.

 

Bom velhinho - Apenas em 5% dos shoppings pesquisados não haverá interação do Papai Noel com o público neste final de ano. Em outros 63% o bom velhinho vai estar no espaço, mas as fotos serão feitas obedecendo critério de distanciamento social e o uso obrigatório de máscaras. E em 31% das unidades, o uso de máscaras segue sendo uma exigência imprescindível, mas o distanciamento social para fotos será flexibilizado. Além disso, 1% dos shoppings deverão utilizar outras medidas.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.