Saks oferece portabilidade para a previdência privada com uso do open banking


Por Redação

25/11/2021  às  12:27:38 | | views 6662


@divulgação/Fala Criativa

O mercado de previdência privada conta com aproximadamente R$ 1.2 trilhão de investimentos realizados por mais de 13 milhões de CPFs no Brasil


A Saks, fintech especialista em ajudar as pessoas a juntar dinheiro e investir com qualidade, anuncia portabilidade de previdência privada diretamente em seu aplicativo. Pretende dessa forma ajudar pessoas que já possuem planos de previdência privada ruins, aplicados em fundos de baixa qualidade e sem atendimento, a melhorarem seus investimentos, oferecendo os fundos previdenciários de alguns dos principais gestores do mercado e com o suporte das maiores seguradoras do Brasil.

 

Investimentos de qualidade, atendendo a cada perfil de investidor, com taxas justas são prerrogativas indispensáveis para o sucesso de uma jornada de investimentos. A Saks une esses pilares com a experiência digital do aplicativo e o suporte humano e personalizado oferecido pela fintech.

 

"A previdência privada é a melhor alternativa para juntar dinheiro ao longo do tempo e pode sim ser um investimento de qualidade. Nosso objetivo é mostrar essa oportunidade para milhares de brasileiros que possuem planos de previdência errados, investidos em fundos ruins, sem atendimento nenhum e também a tantos outros que ainda não usam essa ferramenta", explica Luiz Bacellar, CEO na Saks.

 

Os investidores que possuem planos de previdência na Brasilprev, a seguradora do Banco do Brasil, vão contar com uma facilidade a mais, o open banking na portabilidade para a plataforma da Saks .Os planos incluem estender o serviço para outras instituições financeiras nos próximos meses.

 

O open banking oferece mais acessibilidade ao processo de portabilidade da previdência privada, que é relativamente burocrático quando feito do modo convencional. A solução da Saks permite, com poucos cliques, investir em fundos rentáveis e contando ainda com o suporte das principais seguradoras do Brasil.

 

Dados da Distrito, apontam que o mercado brasileiro de insurtech recebeu US$49 milhões em investimentos em 2021. Em 2020 o volume de aporte somou US $92 milhões, três vezes mais do que em 2019 (US $28 milhões). Trata-se de um mercado aquecido e que inova um segmento no qual tradicionalmente apenas bancos e seguradoras atuavam.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.