Covid-19 impactará elaboração das demonstrações contábeis


Por Redação

13/04/2020  às  14:33:35 | | views 6655


pickfree

Pandemia, que atinge vários países do mundo, requer seção específica sobre o assunto nos relatórios das empresas


Com o mês de março chegando ao fim, aproxima-se o período em que as empresas começam a preparar suas informações trimestrais do período que se encerra em 31 de março de 2019, uma vez que tem até 45 dias para fazerem o arquivamento na CVM. Diante disto, o Ibracon - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil alerta que a pandemia do coronavírus impactará a elaboração dessas informações, requerendo ainda mais atenção e cuidado redobrado de preparadores e auditores independentes, assim como, das análises de credores e investidores.

 

"A pandemia da Covid-19 no mundo é algo sem precedente e que está impactando fortemente a vida das pessoas, em diversos sentidos", pontua Francisco Sant'Anna, presidente do Ibracon. "Com as empresas e o mercado financeiro não será diferente. Antes, estávamos lidando com previsões e possibilidades. Agora, temos um cenário confirmado, que exigirá atenção na hora de elaborar os relatórios financeiros", afirma Sant'Anna.

 

De acordo com o Ibracon, há dois cenários no momento: o primeiro refere-se às demonstrações com encerramento em 31 de dezembro de 2019, em que será necessário que haja notas explicativas sobre eventos subsequentes com divulgação sobre os possíveis impactos da Covid-19; no segundo cenário, estão as informações trimestrais que se encerrarão em 31 de março de 2020, auge da pandemia, em que as empresas provavelmente terão impactos resultantes da Covid 19 e que deverão ser mensurados e registrados.

 

Atividades e controles internos provavelmente já foram afetados, uma vez que houve uma mudança na dinâmica de atuação das empresas impactando, portanto, o processo de elaboração das informações financeiras.

 

Além disso, existem informações financeiras que, ao que tudo indica, apresentarão impacto relevante como é o caso do ágio, investimentos, intangível, imobilizado, recebíveis que poderão sofrer "impairment", entre outros.

 

"O cenário é muito complexo e delicado, pois novos desdobramentos acontecem todos os dias. Por isso, o Ibracon, por meio da sua área Técnica e de seus Grupos de Trabalho, está empenhado no fornecimento de orientações tempestivas para auxiliar os trabalhos dos auditores independentes", destaca Sant'Anna. 



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.