BID aprova indicado de Guaidó para representar Venezuela


Por Redação

16/03/2019  às  08:45:59 | | views 583


Antonio Cruz/Agência Brasil

Brasil também apoiou nome do economista Ricardo Hausmann


O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou na sexta-feira (15) uma resolução que reconhece o economista Ricardo Hausmann como o respresentante da Venezuela na instituição financeira. Ele foi indicado por Juán Guaidó, líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela, para ocupar o lugar do país na Corporação Interamericana de Investimento (CII), ramo do BID que empresta recursos ao setor privado.

 

Com a decisão, o BID tornou-se a primeira instituição financeira internacional a reconhecer a presidência interina de Guaidó na Venezuela. A instituição financeira informou que a nomeação tem efeito imediato.

 

Em nota, o Ministério da Economia informou que o Brasil apoiou a indicação de Hausmann, que foi economista-chefe do BID entre 1994 e 2000. Antes de trabalhar no BID, ele foi ministro do Planejamento do segundo governo de Carlos Andrés Pérez, em 1992 e 1993.

 

Nos últimos anos, Hausmann era diretor do Centro para o Desenvolvimento Internacional e professor de Economia do Desenvolvimento na Escola de Governo John F. Kennedy da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

 

Fundado em 1959 e com sede em Washington, o BID financia projetos de desenvolvimento econômico e social (como infraestrutura e modernização de gestão) em países da América Latina e do Caribe. Atualmente, o banco multilateral é presidido pelo colombiano Luis Alberto Moreno. (Com Agência Brasil e internacionais)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.