Bancos podem ser obrigados a oferecer alternativa à biometria


Por Redação

12/02/2019  às  17:38:25 | | views 1421


Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Weliton Prado diz que o reconhecimento de digitais é mais difícil para os idosos


Os bancos podem ser obrigados a oferecer aos clientes uma alternativa, nos caixas eletrônicos, ao sistema de reconhecimento biométrico, que utiliza a digital do correntista. A medida faz parte do Projeto de Lei 21/19.

 

O projeto é de autoria dos deputados Weliton Prado (Pros-MG) e Aliel Machado (PSB-PR). Eles afirmam que os sistemas biométricos utilizados nos caixas eletrônicos ainda estão em processo de desenvolvimento, e são comuns os erros na leitura da digital.

 

A situação é mais grave, segundo eles, para os idosos, que já não têm as digitais tão delineadas, dificultando o seu reconhecimento pelo terminal bancário.

 

“Muitas vezes, ao utilizar os equipamentos, os sistemas de leitura são incapazes de capturar os dados biométricos ou estão defeituosos, o que impossibilita da utilização e não provê o atendimento esperado pelo consumidor, ainda que este possua sua senha alfanumérica”, afirmam os parlamentares na justificativa do projeto.

 

Segundo o texto, os bancos que não oferecerem uma alternativa ao reconhecimento biométrico ficarão sujeitos às penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90). O código prevê, por exemplo, multa, suspensão do serviço e interdição do estabelecimento, entre outras.

 

O PL 21/19 ainda será analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça e de Cidadania.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.