Radar voador Russo inicia testes preliminares de voo


Por Redação

12/02/2019  às  15:31:07 | | views 1400


divulgação

O A-100 é resultado da cooperação das empresas Roselectronica Holding Vega Enterprise, ??N?? GM Beriev e outras organizações do complexo militar-industrial da Rússia


Ao realizar parte de um programa de teste de voo preliminar, no dia 8 de fevereiro, o A-100, um sistema completo de observatório multitarefas e radar aerotransportado, capaz de observar tudo ao redor, mostrou tudo o que é capaz. Durante o voo, por exemplo, foram verificadas as características de comportamento e de navegação da aeronave, o funcionamento do sistema de controle automático, as características da estabilidade airelástica da fuselagem e os algoritmos de comunicação entre a tripulação de voo e a estação de controle terrestre.

 

O A-100 é resultado da cooperação das empresas Roselectronica Holding Vega Enterprise, ??N?? GM Beriev e outras organizações do complexo militar-industrial da Rússia. A aeronave utilizou um sistema de navegação digital e um sistema de controle digital com um cockpit de "vidro", um novo localizador de banda dupla com um conjunto de antenas Phased fabricados pela Vega.

 

"A etapa importante de testar o complexo de aviação a-100, que incorpora os desenvolvimentos mais avançados, já começou. Especialistas Radioeletrônicos e construtores de aeronaves têm demonstrado que o nível de investigação científica e desenvolvimento de design para criar patrulhas de radar e aeronaves orientadoras em nosso país não é apenas menos do que o mundo, mas também Supera em vários indicadores-chave  ", disse Vladimir verba, o designer geral de Vega.

 

"A bordo deste avião, há cerca de 20 toneladas de equipamento radioeletrônico único. A nova geração de radares combina os desenvolvimentos mais avançados no campo da aviação, radar e tecnologia da informação. Apenas alguns países do mundo produzem este tipo de equipamento, enquanto o nível do mais novo complexo russo pode ser considerado intransponível ", afirma Anatoly Serdyukov, diretor de aviação Rostec.

 

Antes do vôo atual a-100, que deve substituir os complexos de geração anterior A-50 e A-50U, decolou em novembro de 2017 e dezembro do ano passado.



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.