Indiciado segurança acusado de sufocamento em supermercado


Por Redação

15/03/2019  às  12:56:10 | Atualizado em 15/03/2019 - 13:33:32 | views 382



O motivo do uso da força extrema, segundo o segurança, teria sido a tentativa de roubo da arma que portava em serviço


A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro indiciou, por homicídio com dolo eventual, o segurança Davi Amâncio, acusado de matar um jovem por sufocamento, no dia 15 de fevereiro, em um supermercado da Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade. Agora, o inquérito será encaminhado à Justiça.

 

O jovem Pedro Henrique Gonzaga foi morto dentro do supermercado Extra, na Barra da Tijuca, depois que Davi Amâncio o imobilizou com um mata-leão (golpe em que a pessoa sufoca a outra com uma chave de braço) e ficou sobre a vítima durante algum tempo.

 

O segurança alegou que Pedro tentou roubar sua arma e que aplicou o golpe para se defender. Mas, para a polícia, a vítima não oferecia mais risco à integridade do segurança quando ele imobilizou o jovem. (Com Agência Brasil)



Comentários desta notícia 0



Comentários - ver todos os comentários


Seja o primeiro a comentar!

© Copyright 2002-2019 SEGNEWS - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Rede SegComunicação. SEGNEWS e SEGWEB são marcas da BBVV Editora Ltda, devidamente registradas pelas normas do INPI — Instituto Nacional da Propriedade Industrial.